Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Publicidade
Fernando Schüler Fernando Schüler Por Fernando Schüler
Há uma indústria inteira focada em capturar aquilo que cada um de nós tem de mais importante: nosso tempo e nossa atenção
Instituições que dizem ‘não’ ao presidente protegem os cidadãos
O que deve caber ao Estado e ao mercado em uma economia moderna? E a quantas anda o Brasil nessa equação?
Nossas democracias hoje envolvem milhões de pessoas opinando e julgando nos tribunais da internet. Por isso aumentam as exigências sobre quem detém o poder
Há mais de trinta anos fizemos uma transição pacífica e escrevemos uma bela Constituição. Mas perdemos alguma coisa pelo caminho, no plano dos valores
A grande sacada é que os ricos doem em vida. Apliquem seu dinheiro de um jeito inteligente e evitem sua dispersão
O mundo woke tem o poder de causar dano, afetar a imagem de marcas e pessoas. Por isso a ordem, dita à boca pequena: tomem cuidado
No nosso apartheid educacional, o governo entrega ensino de menor qualidade e quem tem dinheiro migra para o setor privado. Os mais pobres ficam sem opção
O uso político do Orçamento compromete a qualidade da democracia
A imensa maioria julga a partir de sua predileção política. Não é assim que se faz uma democracia baseada em direitos
Cada vez que a máquina extrativista dos interesses especiais entra em jogo no mercado político, a corda arrebenta do lado dos sem lobby
Infrações a direitos devem ser punidas com rigor e o devido processo. Subordinar a Justiça à gritaria e à guerra cultural é transformá-la em sua caricatura
O mais provável é que logo poderemos voltar a dizer que nossos políticos e empresários “são todos de centro, até de centro-esquerda”
O fim da miséria é nossa fronteira civilizatória, no século XXI, tanto quanto o foi, no século XIX, o fim da escravidão
O que precisamos são líderes pautados por ideias e um senso de responsabilidade republicana, não por uma eterna guerra de posições
A cada novo embate, no plano das instituições, nos tornamos mais fortes
À direita ou à esquerda, uma boa síntese dos novos iliberalismos poderia dizer: nós somos o lado certo da história, logo não precisamos de vocês
O pensamento crítico se tornou a habilidade decisiva nesta época em que o excesso de ruído e imagem exige um pouco mais de cada um
Para um bom número de pessoas, ajudar a pôr fogo no circo se tornou um bom negócio. Mas um certo cansaço da gritaria já começa a se fazer sentir
O Brasil vive uma ambivalência. Há um país arcaico que ainda espera tudo do Estado, e há um que se renova
Publicidade